ANSA / FIDIC
CMN e BC ajustam prazo e condições para a entrada em vigor da regulação sobre o registro de recebíveis

CMN e BC ajustam prazo e condições para a entrada em vigor da regulação sobre o registro de recebíveis

 

Nesta quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021, foram aprovadas duas resoluções, uma pelo Conselho Monetário Nacional e outra pelo Banco Central do Brasil, prorrogando de 17 de fevereiro de 2021 para 7 de junho de 2021 o prazo para entrada em vigência da regulação sobre o registro e a negociação de recebíveis de arranjos de pagamentos, nos termos da Resolução nº 4.734, de 27 de junho de 2019, e da Circular nº 3.952, de 27 de junho de 2019, com o intuito de permitir que entidades registradoras, entidades credenciadoras e instituições financeiras façam ajustes adicionais em seus sistemas e que maiores testes sejam realizados para a sua segura implantação. 

A necessidade de prorrogação decorreu da declaração, por parte de uma das três entidades registradoras de recebíveis de arranjo de pagamento, de não prontidão para sua entrada em operação em 17 de fevereiro de 2021. Tal fato faria com que diversas entidades credenciadoras a ela conectadas, com volume significativo de operações, ficassem provisoriamente excluídas do novo modelo de registro e negociação desses recebíveis, em virtude do tempo exíguo para que elas se conectassem a outra entidade registradora declarada apta, bem como tornou prejudicado testes mais robustos e integrados de interoperabilidade. 

Em virtude disso, a regulação ora editada também determina que essas instituições credenciadoras realizem, com sucesso, novos testes homologatórios com ao menos uma das duas entidades registradoras declaradas aptas na data de 1º de fevereiro de 2021, criando-se uma alternativa e, até mesmo, contingência para essas instituições. Finalmente, os atos normativos reiteram que o Banco Central poderá aplicar, caso verifique o descumprimento da norma por alguma entidade regulada, além da suspensão prevista inicialmente, medidas administrativas e sanções, conforme arcabouço legal e regulatório vigente.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) é um órgão colegiado presidido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e composto pelo presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, e pelo Secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.​

Fonte: https://www.bcb.gov.br/detalhenoticia/17319/nota

Clique para ver a Resolução BCB Nº 72.
Clique para ver a Resolução CMN Nº 4.888.


Publicado em 17/02/2021 13:55:00

Leia também:

Panorama atual sobre a opção pelo lucro presumido para as empresas de securitização de ativos empresariais

Panorama atual sobre a opção pelo lucro presumido para as empresas de securitização de ativos empresariais

CMN e BC ajustam prazo e condições para a entrada em vigor da regulação sobre o registro de recebíveis

CMN e BC ajustam prazo e condições para a entrada em vigor da regulação sobre o registro de recebíveis

Nota explicativa do Decreto n. 10.596/21

Nota explicativa do Decreto n. 10.596/21

Receba novidades

ANSAE/FIDC

Quem é a ANSAE/FIDC?

A ANSAE/FIDC é uma entidade de âmbito nacional que busca aprimorar o conhecimento e atender as necessidades de todas as Securitizadoras de Ativos Empresariais no Brasil.

Para atingir este objetivo a ANSAE/FIDC necessita da participação de todas as empresas do setor. Com sua participação, iremos estreitar o relacionamento entre as entidades governamentais a fim de interagir na regulamentação de todas as atividades.

Participe! Com o seu comprometimento vamos todos melhorar as condições de nossos negócios.

Atendimento

Receba informativos com novidades em relação ao mercado de Securitização.

Jurídico

Além das orientações jurídicas, tenha acesso as circulares normativas de orientação legal, técnica, jurídica, tributária e diversas informações relevantes ao setor.

Capacitação

Participe dos cursos técnicos, onde você recebe Orientações Técnicas sobre: Estruturação, Contabilidade e Tecnologia da Informação.

Eventos

Participe de eventos como palestras, workshop, etc. promovidos pela ANSAE/FIDC.

Eventos

Saiba como Associar-se!

Complete os dados no formulário abaixo e receba mais informações de como associar-se e seus benefícios.

Dados do responsável:

Dados da empresa(opcional)


Parceiros